Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Linhas de Pesquisa

 

São cinco as linhas de pesquisa do Departamento, cobrindo as diversas áreas e temas de interesse ligados à Teoria Literária e à Literatura Comparada:

LITERATURA E SOCIEDADE
Esta linha busca reconhecer e interpretar, no material de que se compõe o texto literário, a configuração mediada de elementos externos (a história, a sociedade, a relação entre obra, autor e público), sedimentados na forma que os expressa, e, portanto, passíveis de serem estudados a partir de uma crítica imanente do texto. Tendo em vista um foco investigativo que visa a compreensão do fenômeno literário, esta vertente de pesquisa compreenderá, assim, a leitura dos diferentes modos pelos quais tais relações se cristalizam e se transformam.

ESTUDOS COMPARATISTAS DA LITERATURA
A partir de idéia de que a Literatura Comparada é o espaço inter-relacional por excelência, esta linha de pesquisa abrange um amplo escopo de estudos, baseados em teorias clássicas e atuais da Literatura Comparada, no diálogo da Literatura Comparada com a Crítica Literária, com as Teorias Literárias e com outros ramos do saber. Incluem-se aqui, desde estudos de recepção, de intermediação cultural, de imagologia, de literatura de viagem, até estudos comparativos críticos que envolvam obras literárias brasileiras e de outras literaturas, passando por estudos que contemplam a relação da literatura com outras artes. O ponto de partida é geralmente a Literatura Brasileira.

FORMAS E GÊNEROS LITERÁRIOS
Esta linha de pesquisa se utiliza das categorias de "forma" e "gênero" para refletir sobre o fenômeno literário em perspectiva histórica, levando em conta principalmente obras e autores do ponto de vista de sua contribuição pessoal na constituição da tradição a que  pertencem. Propõe-se a estudar a persistência teórica e as reformulações históricas dos gêneros literários enquanto categoria literária, com especial atenção às rupturas modernas e às formas híbridas contemporâneas.

CRÍTICA E HISTÓRIA LITERÁRIA
Esta linha de pesquisa focaliza a dinâmica das formas literárias no sistema das literaturas nacionais procurando atender a dois pressupostos básicos que são: 1) apreender a especificidade dos gêneros, das técnicas de expressão e das marcas estilísticas em articulação com o andamento do processo histórico-cultural; 2) fundamentar criticamente o trabalho de interpretação e avaliação estética das obras individuais.

LITERATURA E PSICANÁLISE
Dentro do campo controverso da interdisciplinaridade, tal vertente dá continuidade a pesquisas - iniciadas desde Freud - cujo intento principal está em estabelecer confluências entre a teoria psicanalítica e a leitura da obra literária, visando sublinhar ângulos pouco iluminados por outras correntes críticas. Nessa direção, busca-se determinado equilíbrio entre um saber específico e as peculiaridades do literário, que, além de comportar inúmeros saberes, é arte (e, como tal, um espaço em que o inconsciente aflorar...). Para tanto, aspectos teóricos da psicanálise são recobrados, ganhando maior ou menor relevo conforme sua presença na fatura da obra, lembrando, na esteira freudiana, que o empréstimo de certa terminologia traz perdas inerentes a qualquer processo que desentranhe conceitos de sua esfera de origem e desenvolvimento. Em linhas gerais, interessam aqui formações do inconsciente: lapsos, chistes, associações, procedimentos oníricos  etc., sempre que atuam como elementos constitutivos do texto artístico.